quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Plenária do FGEI, dia 20 de agosto de 2012.

No próximo dia 20 de agosto, o Ciclo de Estudos do Fórum Gaúcho de Educação Infantil promoverá um debate sobre Políticas de Educação Infantil com os candidatos à Prefeitura de Porto Alegre.

Já temos a confirmação da presença de seis dos sete candidatos.

Colabore com o debate, postando no espaço "Comentários" a sua sugestão de pergunta. Se selecionada, a sua pergunta poderá ser respondida por qualquer candidato, ou seja, não direcione seu questionamento a um candidato específico.

Contamos com sua presença e participação na construção deste importante debate.

11 comentários:

  1. Você matricularia seu filho numa creche púlbica da prefeitura municipal de poa?

    ResponderExcluir
  2. Sr(a) Porque no nosso município não tem hora(Hora Atividade) para o planejamento das atividades dos educadores nas Escolas Infantis?????????

    ResponderExcluir
  3. Como potencializar a rede de atendimento social das crianças de 0 à 6 anos na rede de POA???

    ResponderExcluir
  4. Qual a função social para o Senhor(a) das Escolas de Educação Infantil no Municìpio de POA?

    ResponderExcluir
  5. Gostaria de saber se existe uma proposta efetiva de qualificação dos espaços já existentes na rede pública(EMEIS), pois muito se ouve falar nas mídias e campanhas eleitorais na ampliação do atendimento através de construção de creches conveniadas que acabam cobrando o atendimento e, muitas escolas infantis públicas estão sucateadas e sem investimento para melhoria.

    ResponderExcluir
  6. Quero saber se, as pessoas que trabalham na PMPA/SMED no setor que DEVERIA FISCALIZAR( mas só faz de conta) as Escolas particulares, são pessoas com conhecimento da legislação sobre o que é o atendimento de uma criança de 0 à 6 anos? Luciene flikcr

    ResponderExcluir
  7. OUtra indagação: este mesmo setor da SMED/PMPAme informou o seguinte: - Que para eu ter uma escola infantil não precisaria ter pátio, somente um solário e uma praça pública na frente da escola. Como a sociedade civil pode confiar num setor que dá esta informação sem seriedade nenhuma?Como pensa em mudar isto? Luciene

    ResponderExcluir
  8. Considerando-se os dados disponíveis no site do Tribunal de Contas do Estado, "RADIOGRAFIA DA EDUCAÇÃO INFANTIL NO RS - Análise do desempenho 2009/2010", Porto Alegre teria uma demanda reprimida de 12.451 vagas para a faixa etária de 0 a 3 anos e 4.157 para a faixa etária de 4 e 5 anos, perfazendo um total de 16.608 novas matrículas que deveriam ter sido criadas até 2011 atendendo ao Plano Nacional de Educação 2001-2010. Gostaria de saber quais políticas seriam implementadas pelos candidatos à Prefeitura Municipal de Porto Alegre, para atender às metas previstas no Projeto de Lei do novo Plano Nacional de Educação (PL 8035/10), de forma a atender a totalidade de crianças de 4 e 5 anos até 2016, conforme determina a Emenda Constitucional 59/09, sem deixar de assumir a responsabilidade com a demanda manifesta para a faixa etária de até 3 anos, garantindo atendimento através de educação pública, gratuita e de qualidade para todos, e respeitando o direito das famílias à oferta de educação em tempo integral.

    ResponderExcluir
  9. Por que ao invés de somente construir novas escolas infantis não realizam a manutençao das que já existem? Para que não fiquem sucateadas, com brinquedos da praça quebrados, com pregos salientes, gramineas altissimas impedindo o uso do espaço, crianças dormindo em colchonetes da espessura de um papelão e lençóis encardidos?

    ResponderExcluir
  10. O que o Sr (a) pensa a respeito de o professor ter que investir do proprio salario em materiais para a realização de um trabalho de qualidade com as crianças pequenas e para a salubridade do ambiente da sala de atividades das turmas?

    ResponderExcluir
  11. Luis Roberto Drehmer20 de agosto de 2012 05:58

    Há projetos direcionados nas escolas em relação à informatização e ao acesso às tecnologias que, no futuro, serão parte do cotidiano das crianças de hoje? Quais desses projetos capacitam os educadores no uso dessas ferramentas, incluindo as redes sociais? E quais desses projetos são orientados exclusivamente para as crianças?

    ResponderExcluir